Fazemos Bem

Opinião

Taggeo – A bússola para o cidadão do século XXI

Em 2007, a Apple anunciava o primeiro iPhone. Na altura, o Tiago “estava muito concentrado na computação gráfica, e nos jogos”, mas admite que “a partir de então notou uma inflexão no currículo.” Foi quando lhe ocorreu a ideia do “Taggeo”.

Começou por ser uma “rede social de geolocalização” que poderia permitir a publicação de posts georreferenciados, e qualquer utilizador que passasse por aquele lugar poderia aceder a essas mensagens. Mariana explica que esta visão estava muito virada para o mercado publicitário “mas percebemos que faltava ali qualquer coisa…” A ideia amadureceu e a tecnologia também. Estudaram o mercado, fizeram experiências até que, num momento eureka, “decidiram reformular toda a plataforma”.